"Música de fundo" no final da página... (Músicas)

terça-feira, 7 de março de 2017

Meu bairro

Hoje resolvi caminhar por essas ruas de paralelepípedo que eu frequentava há pouco. Digo pouco, pois estive andando nelas aos meus 16, 17, 18 anos...
Quem vê de longe, essas ruas atualmente podem parecer desertas, podem parecer que foram abandonadas, mas não é que foram mesmo?
Eram ruas úmidas pelas chuvas que caíam com frequência nessa cidadezinha, tinham uma cheiro amargo e um gosto ainda mais amargo.

Foram substituídas por vias expressas das grandes cidades, pelas motos cruzando os carros, os carros ultrapassando os ônibus, os ônibus parando de ponto em ponto.
Não digo que agora o gosto amargo se acabou, pelo contrário, acrescentou-se o azedo, o ácido, a queimadura depois de uma refeição quente... Mas também não posso deixar de dizer que o doce apareceu na ponta da língua, o gelado também veio nessa onde e achou um cantinho na boca.

Mas voltando para aquelas ruas cobertas de chuva... Apesar de tudo, era uma época muito boa, onde se passeava por elas, conversando com as pessoas que moravam por ali, sem se preocupar com o que vinha em seguida, não tão ao pé da letra, mas pode-se dizer assim.

Algumas coisas mudaram, o tempo passou... 7 anos para ser mais preciso, muitos moradores se mudaram, alguns permanecem e outros vem chegando para alugar e até mesmo comprar as casas.
Aos que alugam, que a estadia seja muito boa enquanto permanecerem aqui, e aos que comprarem, espero que sejamos ótimos vizinhos, que plantem flores, que as reguem, que troquemos experiências, que nos visitem.

Até um tempo atrás chegou uma visita em casa, pediu para entrar, ficou alguns dias, fiz de tudo para que ela ficasse, mas quis partir o mais rápido possível, disse que tinha assuntos pessoais para tratar. Não questionei. Recentemente senti uma presença familiar caminhando pelas ruas, perguntei quem era, respondeu que era uma velha conhecida e que veio para ficar... pois então que fique em minha casa o tempo que você quiser... Que seja para sempre.

Comprar uma casa nessa vizinhança significa apostar todas as fixas nela, planejar uma vida nesse bairro.

Esse bairro chamado: Caetano.

(Caetano P. Martins)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade para comentar
e deixar sugestões para o blog.
Obrigado: